Dúvidas? Fale conosco:

(54) 3067.0059
16set 2014
set 16, 2014

Aprenda a cultivar as suas Orquídeas!

Originárias no Japão há cerca de 3.000 anos, as orquídeas são ícones de beleza e sofisticação devido às suas flores delicadas, cores vibrantes e harmoniosas. Por tempos essas plantas foram utilizadas para fabricação de medicinas florais, hoje em dia ainda as utilizam para fabricação de remédios, mas elas também passaram a compor as decorações de ambientes, jardins, casamentos e muito colecionam as incontáveis espécies que já foram encontradas.

O que muitos leitores vão se perguntar é sobre a forma com que deve ser cultivada essas flores, pois muitos acreditam não serem capazes de cuidar dessas espécies. Para descomplicar o cultivo dessas flores, reunimos algumas dicas de como cuida-las. Escolhemos uma das mais conhecidas na nossa região, principalmente pelo clima – Cymbidium, que possui 44 subespécies, sendo as mais comuns os modelos que vivem nos troncos de árvores. Suas flores são de longa duração, podendo em alguns casos, ficarem floridas mais de 60 dias.

Vamos às dicas:

  1. Essas flores costumam florescer nos meses de inverno, devido às baixas temperaturas. Se desenvolvem muito bem em climas com temperaturas entre 5° e 15°C;
  2. Elas gostam de muita claridade, mas não se desenvolvem bem com incidência de luz direta. Por isso, é indicado que sempre haja uma barreira entre a flor e a luz como os “sombrites” (tipo de tecido furado, permitindo a passagem de água, chuva e vento, mas por ser preto diminuir a força da luz);
  3. Durante períodos de muito calor, indica-se que elas sejam regadas todos os dias, ou um dia sim, outro não, nunca deixando água parada no vaso ou no prato, pois isso pode resultar no apodrecimento das suas raízes;
  4. Indica-se que se misture com pedra ou com pedaços de isopor na terra que a orquídea será plantada, pois além do vaso ficar muito pesado para o transporte se você utilizar somente terra, isso pode abafar as suas raízes;
  5. Caso a planta comece a sair do vaso, e você queira dividir a muda em duas remova-a do recipiente antigo e bata, levemente, as raízes mortas para tirar o excesso de terra. Em cada um dos vasos deve ser plantado três bulbos da orquídea para que ela se desenvolva melhor. Lembrando que as novas mudas podem demorar até três anos para voltar a florescer;
  6. Caso houver lesmas e piolhos nas mudas, existem produtos específicos para evitar que esses insetos estraguem as suas flores. Os mesmos podem ser comprados em qualquer casa de agropecuária da sua cidade;

 

Esperamos ter desmistificado o cultivo dessas flores que alegram os nossos olhos!

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.